Um dos lugares mais amáveis do mundo, sim!

A escritora britânica Virginia Woolf (1882-1941) já tinha dado a dica: “Não há lugar mais amável no mundo, e já estive em Veneza também”. O Dois a Girar resolveu conhecer a cidadezinha de Canterbury, no distrito de Kent, sul da Inglaterra, e confirou. É realmente um lugar pitoresco e charmoso.

Muito frio (-3 graus ), pessoas bem vestidas circulando a passos lentos, muitas com instrumentos nas mãos e outras admirando colinas, torres, castelos, feiras, muralhas, fortes, jardins… e muita tranquilidade. A primeira impressão é que a cidade, embora cosmopolita, tenha parado no tempo.

Lá estão a Escola Reis,  mais antiga da Inglaterra e a grandiosa Canterbury Cathedral, tombada pela Organização das Nações Unidas ( UNESCO ) como patrimônio cultural da humanidade. Fundada em 597 D.C. a igreja ficou conhecida porque foi a primeira Anglicana do país e também pelo assassinato do arcebispo Thomas Becket. História à parte, o que mais me chamou a atenção, além da arqitetura esplenderosa, foi a explicação do guia para falar sobre a igreja.

“O Rei Henrique II eliminava tudo o que não gostava. Como ele queria se separar da mulher e a igreja católica não permitia, ele resolveu construir uma igreja Anglicana para poder se casar com outra mulher e colocou Thomas Becket para tomar conta.”

Considerado santo pelo papa da época, Becket era amigo íntimo do rei e fora indicado por ele para ocupar o cargo de arcebispo na cidade, comandando tudo na igreja. Pouco tempo depois fora assassinado e fica na imaginação de cada um o motivo. O guia não quis nos contar e dentro da catedral não há nada explicando o motivo. Perguntamos para um arcebispo e ele não quis responder.

É interessante olhar para a catedral e ficar imaginando tudo como foi, pelo menos para quem gostar de pensar, viajar, fechar os olhos e imaginar como era naquela época.

Mas, de olhos abertos, ainda é possível encontrar muita coisa bacana em um único dia. A cidade é repleta de lojas com instrumentos musicais diferentes e interessantes. Não deve ser por acaso que antigamente aconteciam festivais viscerais de música.

O Museu de Canterbury é essencial para saber um pouco mais da cidade. Se preferir um passeio pela era Medieval vá ao Canterbury Tales, que conta de forma bem interessante e nem um pouco chata a vida dos peregrinos que vão até lá. Eles estão por toda parte até hoje, já que a primeira igreja Anglicana faz parte da cidade.

Agora, se você quiser apenas sentar em pubs charmosos, ao lado de canais semelhantes aos de Veneza, opções não faltam. E quando estiver tomando muitos pints de Guinness, lembre-se que existem restaurantes de toda parte do mundo com preços para todos os bolsos. Os crepes espalhados pelas ruas também são sensacionais. O de Nutella com amêndoas, para quem foge do regime, é de comer ajoelhado.

Se você se animou, pegue um trem em Londres, nas estações Victoria ou Kings Cross, e boa viagem. São duas horas de quadro da era Renascentista, ou seja, horas em que você olha os desenhos da natureza pela janela e esquece que está em fevereiro de 2011.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Esse post foi publicado em Inglaterra e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Um dos lugares mais amáveis do mundo, sim!

  1. Julio disse:

    Nada como o bom e velho mingau em forma de cerveja para transformar uma blogueira em Virginia Wolff… Legal o texto. Leva o leitor até o local descrito, como um bom texto deve ser.

  2. David disse:

    Very nice city, lovely architecture, and a lively city center. I find it a must-do for spring time.

    Cheers!!

  3. We went to Canterbury,where the famous cathedral dominates this little town.
    The cathedral became a center of pilgrimage after Thomas Becket was murdered.He was the Archbishop of Canterbury and one night during Henry IIs, reign he was murdered at the cathedral while praying because he would not consent to the king’s differences with the Church of Rome .Many miracles happened after his murder so that it became a pilgrimage destination .
    Chaucer wrote the famous Canterbury Tales , which was the first book written and printed in English.

    CHEERS, SILVIA POSE

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s