Londres amanheceu verde e amarela

Este slideshow necessita de JavaScript.

Londres amanheceu ao som do pandeiro. Dentro do trem, no metrô, nas ruas, nos pubs e até dentro do banheiro. Bem que a gaita de fole tentou se impor no seu país, mas os brasileiros foram além.

A kilt se misturava ao verde e amarelo. Se fosse no Brasil teria briga, mas por aqui não, todo mundo na paz, canarinhos entoando hinos escoceses e vice-versa. Nas ruas, os adversários se cumprimentavam e queriam tirar fotos uns com os outros. Cervaja no pub logo cedo, muito cedo, já que agora entrou o horário da primavera e estamos quatro horas a mais que vocês, mas mesmo assim estávamos todos felizes já às 8 h da matina, brindes e mais brindes de pints substituíram o chá com leite da manhã. Expliquei para o escocês que no Brasil isso também é comum, mas sem a pausa do sono, neste horário a gente volta da balada e continua bebendo.

Enfim… tudo lotado e muito apertado até chegar ao Emirates Stadium, em  Holloway. Cenário novinho em folha na casa do Arsenal Football Club, banheiros sem fila, bares com cerveja, vinho, comida por todos os lados e uma ótima organização que nos permitiu sambar anté o último segundo antes da seleção entrar. Sim, tinha escola de samba lá dentro e os brasileiros só quiseram sentar no último segundo, ainda bem que chegar ao lugar numerado foi bem fácil.

Foi a quarta vez que o Brasil jogou neste estádio. Mas ontem, sem muitas estrelas. Para mim, que sou quase analfabeta no futebol, o mais famoso era o Neymar, mas os suecos gritavam “Lucas”, “Leandro Damião”….

Além de ser um amistoso entre os dois países foi o mesmo para quem estava no estádio. Ninguém estava muito aí pro jogo, as pessoas estavam com saudade de Brasil e queriam mais cantar, dançar, gritar e serem vistas. O jogo passou rápido, talvez por não ter o replay que eu sempre vejo na TV. Isso faz uma falta…

Na verdade, todos estavam ansiosos pelo que estava por vir: a famosa festa brasileira no Guanabara, reduto de brasileiros em Londres. De cara, você encontra coxinha, pão de queijo e Brahma. Sobe mais um andar e encontra fila: coisa típica do nosso país. Anda mais um pouco e só vê calcas apertadas, minissaias, top, mulheres de corpo sarado, um monte de escocês babando, aula de forró e o resto talvez não devemos publicar. Festa brasileira é festa brasileira….

Esse post foi publicado em Sem classificação e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s